Bernardino Pires, um nome a acrescentar à história da fotografia do século XX no Porto

Editora In-Libris vai publicar uma centena de imagens da cidade, seleccionadas de um espólio de cerca de 10 mil negativos, captadas por esta figura ainda desconhecida da fotografia portuense. Vários escritores vão comentar as imagens.

Foto
cortesia paulo ferreira

Se a história da fotografia portuguesa do século XX relativa à cidade do Porto está já registada com alguns nomes maiores, e consagrados, como os de Emílio Biel (1838-1915), Aurélio da Paz dos Reis (1862-1931, que foi também o pioneiro do cinema português), ou Domingos Alvão (1872-1946), e com uma série de outras figuras, mais ou menos conhecidas, nas décadas seguintes, há ainda nomes a descobrir para que esse panorama possa ser devidamente cartografado. E um dos fotógrafos ainda em falta nessa história parece ser indubitavelmente Bernardino Pires (1901-1977). Essa lacuna está em vias de ser preenchida com o lançamento, anunciado para a Primavera, de uma edição que irá dar a conhecer uma centena de imagens com que este fotógrafo amador e autodidacta registou a sua terra natal.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários