Morreu Richard Leakey, um “Indiana Jones” que nos revelou o início da humanidade

As suas descobertas de fósseis ajudaram a escrever a história da evolução humana em África e o seu trabalho para conservar os animais selvagens, em especial os elefantes, tornam-no uma figura incontornável na ciência e no Quénia.

Foto
Richard Leakey, com um dos fósseis que descobriu e que o tornaram famoso Chip HIRES/GAMMA-RAPHO

O paleoantropólogo Richard Leakey, que morreu a 2 de Janeiro, aos 77 anos, na sua casa, em Nairóbi, no Quénia, encontrou o seu primeiro fóssil aos seis anos – a mandíbula de um porco gigante extinto. Leakey, que nasceu numa família que revolucionou a nossa compreensão da evolução da evolução humana, foi uma espécie de Indiana Jones da paleoantropologia e também um grande protector da natureza – deve-se à sua acção o lançamento de grandes campanhas para a protecção dos elefantes africanos.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários