A Very British Scandal: classismo, sexismo e “revenge porn” na aristocracia em 1963

Claire Foy passa de rainha a duquesa (ou a “dirty duchess”, mais precisamente) na nova série da HBO Portugal, em que contracena com Paul Bettany. O actor falou com o PÚBLICO, mas não em nome das mulheres.

Foto
Paul Bettany e Claire Foy em A Very British Scandal BBC/HBO

Esta é uma história verídica — e este é o início de tantas séries ou de tantos filmes, mas A Very British Scandal tem ingredientes que a tornam simultaneamente o testemunho de uma época e uma deprimente constatação do presente. “Penso que foi o primeiro [caso] de humilhação de uma mulher através da pornografia”, diz o actor Paul Bettany sobre o divórcio dos duques de Argyll, um caso de “porn shaming” ou “revenge porn” que abalou a Inglaterra em 1963. O escândalo, very british por sinal, chega esta quarta-feira à HBO Portugal e põe outra vez Claire Foy, que já foi a Rainha Isabel II, no papel de aristocrata. O seu nome era Margaret Campbell, mas os media deram-lhe o título de “dirty duchess”. Ou pior. Porque o marido se vingou tornando públicas imagens dela em actos sexuais.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários