Os miseráveis

Não sei como é que posso fazer isto, não acho sequer que seja muito boa a educar crianças, mas não quero que os meus filhos engrossem as fileiras dos conformados, dos que têm muita pena dos “pobrezinhos”, enquanto arrotam opulência.

Hoje de manhã, enquanto tomava o pequeno-almoço, o meu filho João disse-me: “Não te esqueças que tens de mandar a comida para o cabaz dos pobrezinhos.” E eu, que não suporto a palavra “pobrezinhos”, porque tresanda sempre a falsa piedade, tive uma espécie de calafrio.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários