Maior escritor ultra-ortodoxo de best-sellers acusado de crimes sexuais

Livrarias de Nova Iorque a Telavive retiraram os populares livros das suas prateleiras. Chaim Walder era mais do que um escritor, era um comunicador da religião, a voz em que os rabinos confiavam.

Foto
Chaim Walder era também colunista do influente jornal ultraortodoxo "Yated Neeman" The Wikimedia Foundation

A comunidade judaica ultra-ortodoxa de Brooklyn, Nova Iorque, e a de Bnei Brak, a leste de Telavive, reagiram com choque às notícias de que o escritor e educador Chaim Walder é suspeito de crimes sexuais, incluindo com menores.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários