Com Lindner nas Finanças, as dúvidas persistem sobre o rumo do novo governo alemão

A recente suavização do discurso do líder dos Liberais (e futuro ministro das Finanças) são mais um contributo para a incerteza que ainda existe em torno da política económica e orçamental do novo governo alemão.

Foto
Olaf Scholz lidera a nova equipa governativa da Alemanha Reuters/FABRIZIO BENSCH

Um acordo de coligação que não arrisca novas propostas para a política económica europeia, mas que também não traça linhas vermelhas, uma estratégia para a economia alemã que passa por mais investimento e mais apoios sociais, mas sem libertar o orçamento dos limites impostos pelas regras, e um ministro das Finanças que é conhecido por ser contra os défices e a dívida, mas que parece agora mais disponível para mudar de discurso. As dúvidas sobre qual será o rumo seguido pelo novo governo alemão nas políticas económicas e orçamentais, sejam internas ou europeias, continuam longe de estar esclarecidas. Das suas respostas irá depender uma parte importante do futuro da economia europeia.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários