O speed dating das séries portuguesas no ONSeries Lisboa — “Aqui vai acontecer algo”

Segunda edição do encontro internacional de séries portuguesas depende das eleições legislativas de Janeiro, diz organização. HBO, Movistar, Amazon, CBS ou Netflix reuniram com talentos portugueses porque “Glória não pode ser um epifenómeno”.

Foto
"O Clube", da Santa Rita Filmes para a Opto, da SIC SIC/Opto/Santa Rita Filmes

O diagnóstico está feito e a história é uma espécie de thriller: “A hora é certa. A nossa indústria está no que os americanos chamariam um tipping point”, constata Margarida Gramaxo, da produtora Santa Rita Filmes, num painel da manhã desta sexta-feira no ONSeries Lisboa, o primeiro encontro internacional dedicado às séries portuguesas. “Era muito necessário fazê-lo, porque Portugal está a mudar rapidamente”, garante Géraldine Gonard, organizadora do ONSeries, cuja segunda edição está dependente do resultado das eleições de Janeiro. À medida que as últimas horas do evento são devoradas, episódio a episódio, o argumentista Rui Cardoso Martins escreve uma parte importante da história do ONSeries numa saudação à plateia repleta de produtores, autores, actores ou directores de casting. “Boa sorte a todos. Que vos corram bem estes dias”. É que o ONSeries é sobretudo uma oportunidade de negócio.

Sugerir correcção
Comentar