Norte de Portugal e Galiza têm 200 mil euros para estadias de investigação e publicações científicas

Investigadores da euro-região Galiza-Norte de Portugal já podem concorrer ao programa IACOBUS. Candidaturas até 17 de Janeiro.

Foto
Michal Jarmoluk/Pixabay

Já abriram as candidaturas para o programa IACOBUS. A iniciativa do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Euro-região Galiza-Norte de Portugal tem 200 mil euros para estadias de investigação e publicações científicas. Investigadores, docentes e gestores de projectos podem concorrer até 17 de Janeiro.

A 9.ª edição do programa de intercâmbio para estadias de investigação “promove e financia estadias transfronteiriças para o desenvolvimento de projectos de investigação numa das entidades que participa no programa”, explica o agrupamento em comunicado. Neste momento, existem 39 universidades, institutos politécnicos, centros tecnológicos e fundações ou institutos de investigação de saúde.

No caso das universidades e institutos politécnicos, podem candidatar-se “docentes, investigadores pré e pós doutorais e pessoal de administração e serviços das instituições de ensino superior”. Para os centros tecnológicos, as candidaturas estão abertas a “investigadores ou gestores de projectos de I+D+i com, pelo menos, cinco anos de experiência acreditada nessas tarefas (gestor de inovação) e pessoal com funções de investigação ou gestão de projectos I+D+i que não atinja os cinco anos de experiência (técnico de I+D+i)”.

E há outras condições de elegibilidade: os candidatos “têm de ter contrato laboral ou vínculo de investigação em vigor, também durante o período de realização do intercâmbio, com alguma das entidades participantes, assim como estar em condições de trabalhar do outro lado da fronteira”.

Já a quarta edição do programa IACOBUS para publicações científicas “destina-se a fomentar a cooperação transfronteiriça em actividades de investigação e de divulgação, através de ajudas económicas à publicação de artigos científicos e de investigação em alguma das revistas indexadas no vigente Journal Citation Report (JCR) e no SCOPUS para as áreas de humanidades”.

“Estes artigos têm que ser desenvolvidos em parcerias transfronteiriças conjuntas, por autores pertencentes às instituições de ensino superior da euro-região Galiza-Norte de Portugal e que fazem parte do programa”, lê-se na nota enviada ao P3.

Os regulamentos das duas modalidades desenvolvidas pelo programa podem ser consultados aqui e as candidaturas devem ser realizadas na plataforma do agrupamento.

Lançado em 2014, o programa IACOBUS já seleccionou mais de 1200 candidaturas, que abrangem projectos de investigação de todas as áreas de conhecimento e um financiamento total superior a 1,4 milhões de euros.