5G: operadoras dizem que estão prontas a lançar serviços assim que puderem

O 5G vai chegar directamente aos consumidores em 2022, mas os verdadeiros benefícios virão com a transformação das empresas e serviços. Nova tecnologia obrigará a comprar telemóveis compatíveis.

Foto
A Nowo admite que “o aumento da velocidade poderá resultar num consumo maior de dados por parte do consumidor” Reuters/KACPER PEMPEL

Maiores velocidades de Internet, comunicações em tempo real, mais equipamentos ligados e mais inovação – são estas algumas das promessas do 5G, mas ainda não é certo quando serão entregues as novas licenças, pois há ainda formalidades em curso – a Anacom tem de publicar o relatório final do leilão de frequências e as empresas terão depois de pagar o espectro adquirido, num total de 566 milhões de euros – até que o processo fique encerrado.

Sugerir correcção
Comentar