Governo tenta salvar Orçamento de morte anunciada, mas PCP não quer ceder

Comunistas não gostaram de ouvir Duarte Cordeiro atirar-lhes culpas e exigem resposta “global”. OE tem 117 votos contra e cinco abstenções. Marcelo tão depressa diz que dissolve AR como que vai tentar ver se é possível viabilizar OE.

Foto
O líder comunista anunciou ao final da manhã de segunda-feira o voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 LUSA/ANTÓNIO COTRIM

Quatro horas depois de Jerónimo de Sousa anunciar o voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), que dita o seu chumbo se nada se alterar, o Governo dava sinais tímidos de rever a sua posição, com a ministra do Trabalho a prometer suspender a caducidade de convenções colectivas “sem limite de tempo”. Mas a conferência de imprensa do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares poderá ter mesmo posto em causa o destino do Orçamento.