UE continua dividida e sem saber como responder à subida dos preços da energia

Reunião extraordinária do Conselho da Energia foi inconclusiva. Espanha propôs revisão do mecanismo de formação do preço da electricidade, mas países do Norte recusam alterações no funcionamento do mercado europeu.

Foto
Kadri Simson, comissária europeia da energia EPA/OLIVIER HOSLET

Apesar das medidas já anunciadas para ajudar as famílias e as empresas a enfrentar a subida do preço da electricidade ou dos combustíveis em vários países da União Europeia, os Estados-membros continuam divididos sobre as possíveis acções, no médio prazo, para resolver a “crise” de abastecimento e a integridade e sustentabilidade do sistema energético europeu.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários