Patrões “preocupados” com “incertezas” tanto do “leilão” do OE como de eleições antecipadas

Confederações patronais dizem que patrões vão manter a posição de suspender a participação nas reuniões da Concertação Social e que vão aguardar a audiência com Marcelo Rebelo de Sousa, que acontecerá esta sexta-feira, para fazer “avaliações”. Até lá, dizem que nada do que Governo diga poderá alterar decisão.

Foto
Conselho Nacional de Confederações Patronais (CNCP). António Saraiva (CIP), João Vieira Lopes (CNP/CCP) e Manuel Reis Campos (CPCI) Daniel Rocha

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), disse esta segunda-feira, que existe “um dilema” que preocupa as confederações patronais: de um lado está um “orçamento aprovado com base num conjunto de cedências” e do outro a possibilidade de novas eleições. 

Sugerir correcção
Ler 4 comentários