Bruxelas endurece medidas contra regime de Lukashenko por instrumentalização de migrantes

Comissão está preocupada com a nova tendência de actores estatais que estão a criar canais de migração e a promover movimentos irregulares para a UE, mas garante que essas tentativas de desestabilização não vão resultar. “Os que tentam quebrar a unidade da UE através da exploração do sofrimento humano vão ficar desiludidos”, diz Schinas.

Foto
Um grupo de migrantes detido em Michalowo depois de ter atravessado a fronteira entre a Bielorrússia e a Polónia AGNIESZKA SADOWSKA/Reuters

A Comissão Europeia voltou a endurecer as suas medidas contra o regime do Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, ao aprovar uma suspensão parcial do seu acordo para a facilitação da emissão de vistos, de forma a onerar a entrada de dirigentes, representantes e funcionários políticos bielorrussos em território europeu.