Merkel, um enigma por resolver

Gestora eficaz das crises europeias? Ou líder sem visão que se limitou a manter o statu quo? O seu rosto tornou-se omnipresente. O seu poder imenso. O seu legado ainda está em aberto. Quase a sair do poder, 16 anos depois, há a ideia generalizada de que a Europa não precisa de outra Angela Merkel.

angela-merkel,china,russia,alemanha,franca,europa,
Fotogaleria
angela-merkel,china,russia,alemanha,franca,europa,
Fotogaleria
angela-merkel,china,russia,alemanha,franca,europa,
Fotogaleria
angela-merkel,china,russia,alemanha,franca,europa,
Fotogaleria

Há duas visões distintas sobre o legado de Angela Merkel, quando se prepara para pôr fim a 16 anos de poder. Para alguns, a chanceler da Alemanha foi uma eficaz gestora de sucessivas crises europeias, conseguindo manter quase toda a gente no barco. Para outros, foi uma líder sem visão, que se limitou a gerir pragmaticamente o statu quo e que colocou demasiadas vezes o seu país em primeiro lugar.