Mario Draghi devora os partidos

Para levar a cabo as reformas estruturais, Mario Draghi mudou a lógica de funcionamento do sistema político. O governo forte prevalece sobre partidos débeis

Reina uma estranha paz na política italiana, observam os analistas. A batalha contra a covid está a ser vencida. Para lá da pandemia, Mario Draghi concentrou-se na realização de reformas estruturais eternamente adiadas. A partir de agora, a grande curiosidade é a mudança de método de governo que está a introduzir em Itália. Toca num ponto nevrálgico: a premência de uma reforma do sistema político, exigida desde há quase 30 anos e sempre por fazer. E torna difícil imaginar que se possa voltar atrás, “à política como se fazia antes”.