Um Circular com centro na dança, atento à música, desejoso de contacto

Entre este sábado e dia 25 de Setembro, o festival de artes performativas de Vila do Conde programa espectáculos das catalãs Los Detectives, apresenta um disco dedicado a Jorge Peixinho e um concerto dos CZN de João Pais Filipe. A noite de abertura faz-se dos encontros na Calçada de Volmir Cordeiro.

Foto
Calçada, de Volmir Cordeiro, protagonizará a noite de abertura do festival Fernanda Tafner

O ano passado, o Circular, o festival de artes performativas de Vila de Conde que assinala este ano a sua 17.ª edição, pode acontecer porque “houve uma brecha de abrandamento da pandemia”. Naturalmente, a pandemia e os seus efeitos, em particular na dança, foco central do Circular, foi presença notória na criação. Esse não será exactamente o caso este ano, mas há um elo que se mantém, um conjunto de reflexões que brotam deste Circular com dança no centro, mas multidisciplinar.