Sinais de retoma forte dão mais margem ao Governo no OE 2022

Indicadores de retoma forte do consumo prolongam-se no terceiro trimestre, beneficiando as projecções de crescimento para 2021 e 2022 e dando mais espaço de manobra ao Governo na construção do OE do que aquilo que estava à espera em Abril.

Foto
LUSA/ANTONIO PEDRO SANTOS

Depois de um resultado acima do previsto no segundo trimestre, a economia portuguesa continuou, em Julho e Agosto, a dar sinais de recuperação forte, principalmente do consumo. Um ritmo de crescimento elevado que pode ajudar as contas do Governo para o Orçamento do Estado do próximo ano.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários