O mais grave ataque do Presidente ao primeiro-ministro

O Presidente da República decidiu (...) publicamente colocar um prazo de validade ao primeiro-ministro.

Ainda o congresso do PS e as suas réplicas na política. Na semana passada, o Expresso publicou em manchete uma notícia extraordinária: “Marcelo convicto de que Costa sai.” Uma notícia que, do ponto de vista jornalístico, é uma bela cacha, que demonstra brio profissional da parte da jornalista Ângela Silva. Mas é, de facto, uma notícia extraordinária pelo que politicamente significa e revela. O Presidente da República decidiu fazer declarações a uma jornalista para publicamente colocar um prazo de validade ao primeiro-ministro. Apontando a porta de saída a António Costa em 2023, o Presidente da República, mais do que condicionar, está a retirar autoridade, a fragilizar o primeiro-ministro, a retirar-lhe a segurança no exercício do cargo, a tratá-lo como governante em fim de ciclo.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários