Decameron: Jornada I, novela 1

Ao longo de doze semanas, o investigador do Centro de Estudos Comparatistas e tradutor Simão Valente está traduzir para o Leituras o Decameron, de Giovanni Boccaccio (1313- 1375), directamente do italiano para português. Um total de doze textos, cada um com uma pequena introdução (a negro no texto) feita pelo tradutor. A primeira jornada que aqui se publica é de tema livre.

Foto
dr

A primeira jornada do Decameron é de tema livre. Assim, é significativo que Panfilo escolha começar por uma novela que satiriza a credulidade das massas perante a hipocrisia de um homem de negócios sem escrúpulos, Ser Cepparello. Apesar da inicial defesa de uma verdadeira fé, o tom ligeiro da narrativa não contempla um juízo moral condenatório. Num mundo dessacralizado, que efeito produz uma falsa confissão em categorias simplistas de heróis ou vilões?

Ser Cepparello engana com uma falsa confissão um santo frade, e logo morre; tendo sido um péssimo homem em vida, depois de morto tem a reputação de ser santo e as pessoas chamam-lhe São Ciappelletto.