Portugal, país que se vai extinguindo aos poucos

Num país que ainda tivesse um pingo de lucidez, este seria o tema de abertura de todos os telejornais. Em Portugal, é o que se vê.

Há dois anos, o jornal El País escreveu um artigo provocatoriamente intitulado “Os portugueses extinguir-se-ão neste século?”, com base em dados do INE que mostravam que o país tinha tido um saldo populacional negativo pelo décimo ano consecutivo. Seria uma triste ironia do destino que uma pequena nação perdida no canto ocidental do continente euroasiático, que resistiu durante séculos à anexação de Castela, acabasse a definhar porque os seus cidadãos não têm vontade de se reproduzir e os seus políticos não têm vontade de agir.

Sugerir correcção
Ler 111 comentários