O vinho do Porto e a “bestialidade inglesa” segundo Camilo Castelo Branco (I)

“O Vinho do Porto - Processo de uma Bestialidade Inglesa!”. Memórias de um livrinho de Camilo Castelo Branco, páginas cheias de acidez contra os ingleses, em particular contra James Forrester, adorado no Douro.

Foto
MANUEL ROBERTO

Há um livrinho de Camilo Castelo Branco que o sistema literário não inclui na sua obra indispensável. Mas é um manifesto ao qual apetece voltar com frequência. Chama-se O Vinho do Porto - Processo de uma Bestialidade Inglesa!.