O que é descolonizar e quando acaba?

Como o democratizar e o desenvolver, o descolonizar é um processo em aberto. Só acaba, no fundo, quando não sentirmos que precisamos de fazer a pergunta.

Dos três “Ds” do 25 de Abril — Democratizar, Desenvolver, Descolonizar — a descolonização foi tida como tendo sido o processo que ficou terminado mais rápido. Como lembrou Pedro Aires Oliveira num texto aqui no PÚBLICO, rapidamente se passou da ideia da “descolonização exemplar” à da “descolonização possível”, mas a ninguém oferecia dúvidas que a descolonização, a bem ou a mal, estivesse feita. O debate sobre a descolonização poderia durar, mas o facto estava consumado com a independência das colónias em 1975 (e o reconhecimento da independência unilateral da Guiné-Bissau) e agora haveria que passar aos Ds da democratização, que se prolongou por mais uns anos, e ao do desenvolvimento, que é um processo prolongado e de final em aberto.