Os Descobrimentos foram uma invasão. Agora, uma peça de teatro invade Os Lusíadas

INVASÃO!, novo espectáculo da dramaturga Raquel S. e do Teatro Experimental do Porto, estuda a primeira epopeia portuguesa para questionar o discurso colonizador e discriminatório que encerra. Estreia-se esta sexta-feira, em Matosinhos.

Foto
Palco divide-se entre Joana Mont’Alverne e Maria Inês Peixoto, com quem Raquel S. foi discutindo o texto

A cena em que a ninfa tem um orgasmo enquanto passa as mãos pelas cinzas da terra indígena que os marinheiros lusitanos acabam de dizimar poderia servir como a nota de intenções do espectáculo. INVASÃO!, nova criação da dramaturga Raquel S. e do Teatro Experimental do Porto, mexe com Os Lusíadas e com o orgulho português relativamente aos Descobrimentos para examinar à lupa as raízes de um discurso escravizador e reler a História. A palavra “reler” é importante: não se trata de “reescrever” o que quer que seja — até porque não estão a ser contados factos alternativos.