A nave Apichatpong Weerasethakul pousou em Cannes 11 anos depois

É pouco expectável que o filme do cineasta tailandês, que não é igual a nada do que por aqui se tenha visto, leve um júri presidido por um cineasta americano a dar-lhe uma Palma de Ouro? Sim, como há 11 anos. Memoria pode repetir o destino de O Tio Boonmee Que não se Lembra das suas Vidas Anteriores.

Foto
Tilda Swinton em Memoria: casting perfeito DR

Há 11 anos, o tailandês Apichatpong Weerasethakul ficou sem sapatos em Cannes. Eram as vésperas da cerimónia de entrega dos prémios, andava no ritual de promoção de O Tio Boonmee Que Se Lembra das suas Vidas Anteriores e desgraçou o par que calçava. Primeiro sem tempo para comprar novo par, depois lojas fechadas… vários telefonemas depois, Apichatpong levou à cerimónia os sapatos de alguém que calçava o mesmo número e talvez tenha sacrificado a sua noite.