Roedor da Austrália retirado da lista de mamíferos extintos

Antes da chegada dos europeus à Austrália, a diversidade genética de vários roedores nativos até era alta, mas a colonização ditou a extinção de várias espécies. Um rato dado como extinto há 150 anos foi encontrado numa ilha em Shark Bay.

Foto
Rato de Shark Bay (Pseudomys fieldi) WAYNE LAWLER

Depois de ter sido dado como extinto há já mais de 150 anos, um novo estudo de genética descobriu que, afinal, o rato-de-gould (Pseudomys gouldii) não faz parte da longa lista de mamíferos extintos da Austrália desde a colonização europeia, no século XVIII. As amostras recolhidas por um grupo maioritariamente formado por investigadores de universidades australianas mostraram que este roedor é em termos morfológicos indistinguível de um rato que é ainda encontrado em pequenas ilhas na costa ocidental do país, o rato de Shark Bay (Pseudomys fieldi), sugerindo que são a mesma espécie.