E se só a Ciência for revolucionária?

Impressiona-me ver como se usa e abusa da História, como se se tratasse de um simples argumento de discursos políticos e não de uma ciência.

O poeta algarvio Bernardo de Passos terá escrito ou tornou a redigir esta quadra solta de feição popular, muito conhecida e de grande significado: