O Fim da Carne: “Não podemos esperar muito mais para transformar” a nossa alimentação

“Uma dieta vegan reduziria as emissões relacionadas com a comida em 70% e poderíamos evitar 8,1 milhões de mortes por ano até 2050”, afiança em entrevista ao PÚBLICO Marc Pierschel, realizador d’ O Fim da Carne, um doc em destaque esta quinta-feira na Biblioteca de Marvila, em Lisboa.

Documentário
Fotogaleria
O documentário foca as condições de vida dos animais criados para consumo humano dr
,Documentário
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
,Documentário
Fotogaleria
dr
fugas,saude,agricultura,ambiente,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
dr
,O fim da carne
Fotogaleria
dr
Documentário
Fotogaleria
dr
,Documentário
Fotogaleria
dr
Documentário
Fotogaleria
dr

No seu filme O Fim da Carneque pode ser visto esta quinta-feira às 19h na Biblioteca de Marvila, em Lisboa — o documentarista alemão Marc Pierschel enumera muitos dos números já conhecidos para argumentar como a alteração da nossa alimentação para uma dieta vegan ou vegetariana teria um impacto radicalmente positivo para contrariar a crise climática e tornar o planeta mais sustentável.