Bufos ao serviço de Putin

Lisboa é a capital do país. Tem obrigação de ser um exemplo de democracia. Mais do que desculpas, Medina deve-nos explicações.

A Câmara Municipal de Lisboa partilhou com a embaixada e com o Ministério dos Negócios Estrangeiros russos os nomes, moradas e contactos telefónicos de três cidadãos russos residentes em Lisboa, que organizaram uma manifestação de apoio ao opositor russo Alexey Navalny, preso pelo regime de Putin. Dois deles, aliás, com nacionalidade também portuguesa.