Está bom... mas é em Beja

Há aqui um défice que não agrada a ninguém: os que têm praia não têm calor e os que têm calor não têm praia.

Estamos todo o ano à espera. Quando já desistimos de secar o bacalhau, torrar as amêndoas, alourar a cebola ou qualquer outra metáfora, surgem os títulos: “O calor chega amanhã”, “Vaga de calor ameaça deixar o país com a língua de fora”, “Quarta-feira com 35 graus”.