Uma colecção da terra e do mar, com vista para o país

A Câmara de Matosinhos acaba de editar um catálogo-inventário das obras de arte do seu vasto acervo, em simultâneo com a exibição de parte delas em três espaços municipais. Uma visita guiada por Laura Castro, com passagem por alguns nomes incontornáveis da história da arte portuguesa.

patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Linha do mar, de Pedro Cabrita Reis Adriano Miranda
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
She changes, de Janet Echelman Nelson Garrido
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Auto-retrato de António Carneiro Câmara Municipal de Matosinhos
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Auto-retrato de Augusto Gomes Câmara Municipal de Matosinhos
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Flor caída, de Veloso Salgado Câmara Municipal de Matosinhos
Artes visuais
Fotogaleria
Obra de Joaquim Lopes Câmara Municipal de Matosinhos
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Tragédia do mar, de José João de Brito Paulo Pimenta
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Barcos, de Augusto Gomes Câmara Municipal de Matosinhos
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Díptico de José Emídio Câmara Municipal de Matosinhos
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Obra de Silvestre Pestana Câmara Municipal de Matosinhos
,Arte
Fotogaleria
Medida incerta, de José Pedro Croft DR
patrimonio,artes,culturaipsilon,escultura,pintura,livros,
Fotogaleria
Desenho de Álvaro Siza da Piscina das Marés Câmara Municipal de Matosinhos

Aurélia de Sousa (1866-1922) e António Carneiro (1872-1930), Augusto Gomes (1910-1976) e Irene Vilar (1930-2008), mas também Julião Sarmento (1948-2021), Pedro Cabrita Reis (n. 1956) ou José Pedro Croft (n. 1957)… Será impossível ter uma ideia de conjunto da obra destas figuras incontornáveis da arte portuguesa do último século e meio sem passar por Matosinhos. É isso que perceberá quem, por estes dias (até 6 de Junho), visitar as três exposições com que a autarquia faz o ponto da situação da sua colecção municipal, no que diz respeito às artes plásticas, à escultura e demais elementos urbanos.