Nova data: inscrições para Vinhos de Portugal no Brasil terminam a 17 de Maio

O evento está marcado para os fins-de-semana de 16 e 17 e de 23 e 24 de Outubro e, entre as novidades, traz conversas entre produtores e celebridades brasileiras de diferentes áreas.

Foto
A edição de 2020 do Vinhos de Portugal no Brasil foi transmitida online: na foto, o crítico brasileiro Jorge Lucki (à esquerda), o produtor João Portugal Ramos, e o presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão Rui Gaudencio

Já estão abertas as inscrições – que terminam dia 17 de Maio – para a 8.ª edição do Vinhos de Portugal no Brasil, que vai acontecer em dois fins-de-semana de Outubro, o de 16 e 17 e o de 23 e 24. O evento que é organizado pelos jornais PÚBLICO, em Portugal, e O Globo e Valor Económico, no Brasil, em parceria com a ViniPortugal, mantém em 2021 o formato online, transmitido para todo o Brasil, a partir de Portugal, mas traz novidades.

Para além das 16 provas de vinhos dirigidas por críticos e com a presença dos produtores e enólogos, poder-se-á assistir a 35 conversas mais informais, com uma duração entre os 30 e os 40 minutos, entre os produtores e “celebridades brasileiras: actores, chefs, apresentadores, influenciadores”.

A ideia, explica Simone Duarte, da Out of Paper, a criadora do conceito, é que “não seja uma conversa muito técnica sobre vinho, e que essas celebridades possam fazer perguntas que qualquer leigo faria”. Um dos grandes objectivos é conseguir “a aproximação a um público mais jovem, com idades entre os 25 e os 35 anos”. E também “criar um dinamismo a mais”: durante o confinamento as pessoas tiveram oportunidade de assistir a muitos eventos online e podem sentir um certo cansaço em relação ao modelo.

Quando foi preciso, inesperadamente, repensar a edição de 2020 por causa da covid-19, a solução de provas online surgiu como uma inovação. Para apoiar a realização das provas, foi criada uma plataforma com vídeos, fotos e toda a informação sobre todos os produtores que participaram no evento. Essa plataforma continua a existir e integrará agora os produtores que não estiveram no ano passado mas que queiram juntar-se a esta 8.ª edição. O material de fotos e filmes será disponibilizado aos produtores, que poderão utilizá-lo no seu marketing próprio.

Uma das grandes vantagens deste modelo, segundo Simone Duarte, foi conseguir que o evento se estendesse no tempo. Depois da maratona de provas e lives que aconteceu em Outubro, houve novas campanhas no Natal, na Páscoa e no Dia da Mãe (no Brasil), nas quais quem comprasse bilhete tinha acesso às provas e recebia em casa uma gift box, tal como no evento original. No total “houve mais de 2000 acessos vendidos”. “Estamos há dez meses a falar dos vinhos portugueses, o impacto do evento presencial não durava tanto”, sublinha a organizadora.

E o facto é que a tendência de aumento de vendas dos vinhos portugueses no Brasil mantém-se. “Em 2020, o Brasil liderou a subida das exportações portuguesas, foi o país onde aumentámos mais em vendas”, afirma Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal. Os dados disponíveis até este momento indicam que “nos primeiros meses de 2021 continuamos no mesmo caminho”, pelo que, apesar da pandemia, “o sucesso de 2020 parece estar a repetir-se este ano”. 


Actualização: a data de término para as inscrições passou de 12 para 17 de Maio.