Teletrabalho: PS disponível para incluir na especialidade as propostas dos parceiros sociais

UGT e CCP preferiam discutir as alterações ao teletrabalho depois da pandemia. Já CGTP está preocupada com a invasão do espaço pessoal e familiar pela entidade empregadora. Diplomas dos partidos serão discutidos na generalidade na próxima quarta-feira.

Foto
As propostas dos partidos serão discutidas esta quarta-feira no Parlamento Paulo Pimenta

O PS ouviu esta segunda-feira os parceiros sociais acerca do seu projecto de lei sobre o teletrabalho e apesar das fragilidades apontadas ao diploma pelas organizações recebidas, os socialistas fizeram um balanço positivo do encontro. No final da ronda de encontros, a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, afirmou que o diploma socialista “foi bem aceite” pelas organizações ouvidas e que a proposta foi considerada “moderada e equilibrada”, apesar de não ser consensual. A socialista assinalou a disponibilidade do PS para “acolher” algumas das observações recolhidas quando o diploma chegar à discussão na especialidade.