Municípios querem que Governo fixe regras para prolongar contratos com EDP

Enquanto não são lançados os concursos para as novas concessões de electricidade, é preciso prorrogar 228 contratos que terminam este ano. João Galamba diz que o Governo não tem competência para intervir.

Foto
O secretário de Estado da Energia, João Galamba Nuno Ferreira Santos

Em ano de autárquicas, os municípios querem evitar que a prorrogação de 228 contratos com a E-Redes para a distribuição de electricidade em baixa tensão possa alimentar polémicas que interfiram na campanha eleitoral. A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) voltou esta semana a insistir com o secretário de Estado de Energia para que seja o Governo a definir, em diploma próprio, os termos de prorrogação destes contratos com a antiga EDP Distribuição, que terão de estender-se até que esteja concluído o processo de atribuição das novas concessões.