Nova ferramenta do Google Earth permite ver como o mundo mudou em 37 anos

Timelapse acrescentado esta semana ao Google Earth mostra como as alterações climáticas, a desflorestação e a urbanização alteraram a superfície do planeta nos últimos 40 anos.

Foto
Google Earth

O Google Earth apresentou esta quinta-feira uma ferramenta de visualização em timelapse que permite viajar atrás no tempo, até 1984, e observar as mudanças na superfície terrestre desde então. Mais de 24 milhões de fotografias por satélite armazenadas permitem aos utilizadores “ver o tempo desdobrar-se e testemunhar quase quatro décadas de mudança planetária”, com particular destaque para os efeitos das alterações climáticas.

A nova funcionalidade tem disponíveis mais de 800 vídeos, tanto a duas como a três dimensões, e guias interactivos que ajudam a perceber as “rápidas mudanças ambientais do último meio século – mais do que em qualquer outra altura da história humana”, como descreve a directora do Google Earth, Rebecca Moore, numa publicação.

A ideia não é totalmente nova: a Google lançou em 2013 uma ferramenta semelhante, mas mais rudimentar, que permitia ver a evolução do planeta durante 28 anos (também desde 1984).

Os conteúdos permitem um olhar mais aprofundado sobre algumas das mudanças mais drásticas na superfície terrestre, com vídeos que mostram exemplos do degelo rápido, o desaparecimento das florestas ou o aumento dos espaços urbanos.

O timelapse foi desenvolvido com a ajuda dos contributos da NASA, do programa Copernicus da União Europeia e do programa Landsat do Serviço Geológico dos Estados Unidos​ (USGS, na sigla inglesa).

“Em colaboração com os nossos parceiros, vamos actualizar o Google Earth anualmente com novas imagens em timelapse durante a próxima década. Esperamos que esta perspectiva do planeta sirva de base para debates, encoraje descobertas e mude as perspectivas sobre algumas das questões globais mais prementes”, diz Rebecca Moore.