Estão a chegar poemas às caixas de correio portuguesas

Envelopes sem remetente nem destinatário trazem poemas manuscritos lá dentro. O projecto Palavras Vizinhas quer combater a solidão e religar a comunidade. Já espreitou a sua caixa do correio hoje?

poesia,palmela,literatura,saude,livros,solidariedade,
Fotogaleria
DR
poesia,palmela,literatura,saude,livros,solidariedade,
Fotogaleria
DR

Os responsáveis pela Associação de Ideias começaram a deixar um poema manuscrito num envelope sem remetente em várias residências, contendo as instruções para que se possa fazer parte da comunidade Palavras Vizinhas“Escrever um poema à mão, original ou de autor devidamente identificado, colocá-lo na caixa de correio de um vizinho e aguardar por receber um poema.”