Pandemia trouxe a menor taxa de execução do OE em dez anos

Governo explica taxa de execução da despesa pública mais baixa do que o normal em ano de pandemia com a quebra das receitas próprias dos organismos públicos e a consequente diminuição da despesa que podem realizar.

Foto
LUSA/ANTONIO PEDRO SANTOS

A taxa de execução da despesa pública inscrita no orçamento suplementar de 2020 apresentado pelo Governo em Junho é a mais baixa dos últimos dez anos. Um resultado que ocorre num momento de crise económica profunda e que o Governo diz que acontece por causa da quebra extraordinária que a pandemia provocou nas despesas financiadas com as receitas próprias dos organismos da Administração Pública.