Abusos sexuais: PJ detém homem que engravidou criança de 13 anos com défice cognitivo

Abusos aconteceram na região de Lisboa. Detido está em prisão preventiva.

Foto
Ricardo Lopes

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem, de 45 anos, “por fortes indícios da prática de crimes de abuso sexual de crianças, agravado, na forma consumada”, informou aquela força de investigação criminal esta quinta-feira em comunicado. 

Os alegados abusos, praticados mais de uma vez, terão levado à gravidez da jovem.

Através da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo, a PJ procedeu à identificação, localização e detenção do arguido, que ficou em prisão preventiva.

“O suspeito, amigo da família, aproveitava as ausências da mãe da criança para se deslocar a sua casa, onde abusava sexualmente da vítima, mesmo sabendo da sua idade e do défice cognitivo de que aquela padecia”, lê-se no comunicado.

O último dos vários abusos sexuais, praticados na região de Lisboa, teve lugar em Novembro de 2020.

“A situação foi sinalizada em meio escolar, sendo denunciada e dando origem à investigação desenvolvida, de imediato, pela Polícia Judiciária”, pode ainda ler-se no mesmo documento.