PSD: Montenegro, Rangel e Pinto Luz à espera de Passos Coelho

Caso decida disputar o próximo congresso, o ex-primeiro-ministro deixa outros possíveis candidatos pelo caminho.

Foto
Passos Coelho esteve na apresentação de um livro de Carlos Moedas, há um ano, numa das poucas intervenções públicas que fez Nuno Ferreira Santos

Com o aproximar do fim da legislatura, as próximas eleições directas no PSD, daqui a menos de um ano, prometem ser disputadas: Miguel Pinto Luz, Paulo Rangel, Luís Montenegro estão a caminho da grelha de partida, na qual o actual líder também terá condições para se posicionar depois das autárquicas. Mas há uma incógnita no partido que pode condicionar os opositores de Rui Rio. É a decisão de Pedro Passos Coelho sobre o seu regresso ao partido para discutir a liderança. Se o ex-primeiro-ministro voltar já no próximo ciclo do PSD – e isso estará a ser ponderado, segundo os mais próximos –, os possíveis candidatos à liderança ficam sem margem para avançar. E o próximo duelo no PSD pode ser entre Rui Rio e Passos Coelho.