Cafeína, peito de frango ou whey? “O nosso corpo prefere sempre alimentos a suplementos”

Quando o objectivo é ganhar músculo, é comum ouvir dizer que a proteína do soro do leite — ​a chamada whey protein — é um suplemento desportivo fundamental. Mas é o único? A proteína dos alimentos não chega? E em confinamento, o que muda?

Neste episódio do Vitamina P, falamos com Gonçalo Westwood, personal trainer formado em desporto, condição física e saúde pela Escola Superior de Desporto de Rio Maior, sobre os muitos suplementos alimentares usados por quem treina. Incluindo cafeína.

“A cafeína só pelo simples facto de nos oferecer um boost de energia é logo um bom suplemento para nós tomarmos por exemplo pré-treino”, explica o profissional. Mas, regra geral, “o nosso corpo prefere sempre alimentos a suplementos” nota Westwood.

A par com bons hábitos exercício físico que devem fazer parte da rotina de adultos e crianças. O profissional explica que em confinamento, pode ser necessário mudar a forma como se treina — especialmente no caso de atletas treinados e pessoas que vão frequentemente ao ginásio —, mas que é possível manter a massa muscular sem suplementos.

E deixa uma recomendação aos ouvintes. “Eu sei que a quarentena não é uma altura propicia para treinar na medida em que a maioria das pessoas desmoraliza e está habituado à rotina do ginásio porque gosta de estar ali à volta de outras pessoas e não tem nada em casa, mas lembrem-se que isto é um período que vai passar”, lembra. “Mantenham-se activos não só pelo físico mas acima de tudo pela vossa saúde.”

Há vários serviços a surgir online para ajudar. Neste episódio do Vitamina P, falamos ainda com Pedro Pereira, responsável pela box de crossfit OffLimits que está a organizar aulas online para os mais novos e resume os objectivos. A Sofia, de seis anos, é uma das alunas rendida aos “saltos” das aulas que agora faz com o pai em casa. Vamos voltar a ouvi-los num próximo episódio do Vitamina P dedicado ao tema dos treinos à distância.

Neste episódio, há ainda tempo para falar de um estudo recente publicado na revista académica European Journal of Preventive Cardiology que diz que a actividade física não chega para combater os riscos do excesso de peso. Ou seja: que “fat e fit” é um mito quando se fala em saúde do coração. É assim tão simples? No Vitamina P, revemos a metodologia e as principais conclusões da investigação.

Subscreva o Vitamina P na Apple Podcasts, Spotify, SoundCloud ou outras aplicações para podcasts.

Conheça os podcasts do PÚBLICO em publico.pt/podcasts.