Melides, “a secreta”, é um dos destinos do ano para a Condé Nast Traveller

A Conde Nast Traveller escolheu 21 destinos para onde viajar este o ano. Em 3.º lugar surge Melides, “a praia portuguesa secreta que tem de conhecer”, avisam aos leitores internacionais: “praias desertas e quilómetros de vinhas, campos de arroz e sobreiros”.

de praia
Fotogaleria
Turismo do Alentejo
,Grândola
Fotogaleria
Turismo do Alentejo
costa-alentejana,viagens,fugas,media,alentejo,turismo,
Fotogaleria
NFS - Nuno Ferreira Santos
costa-alentejana,viagens,fugas,media,alentejo,turismo,
Fotogaleria
CM Grândola

De “areias intocadas”, “pequenas praças” e “pouco mais”, é assim Melides, a “pequena aldeia rural” da costa alentejana que a Conde Nast Traveller colocou em terceiro lugar da sua lista de destinos a visitar ao longo de 2021, uma vez retomada alguma normalidade das viagens após a pandemia.

Há quem “já lhe chame a nova Comporta”, mas Melides “felizmente ainda dá pouco nas vistas”, escreve a publicação britânica. Sobram “praias desertas e quilómetros de vinhas, campos de arroz e sobreiros” que, aos poucos, começam a atrair “os artistas mais informados”.

Melides, localizada no concelho de Grândola, tanto dá abrigo a casas de “proprietários famosos” como Philippe Starck, Christian Louboutin (que vai aqui abrir hotel) e Anselm Kiefer, como mantém “uma adorável humildade”, descreve o designer de interiores James Thurstan Waterworth que, depois de ter feito parte do projecto Melides Art, está também a construir casa na região.

“Tudo acontece no seu próprio ritmo e as pessoas ainda fazem [as coisas] da maneira como fariam há cem anos. É muito puro, especialmente em comparação com o resto da Europa Ocidental. Fica apenas a uma hora e um quarto de distância de Lisboa, mas a vida da cidade aqui é completamente inexistente”, aponta, citado num artigo dedicado exclusivamente a Melides, publicado pela Condé Nast a 2 de Janeiro.

Com alguns empreendimentos turísticos em construção e outros na calha, pergunta-se “durante quanto tempo se manterá assim”.

Para além de Melides, o top 3 é composto pela região de Yorkshire, no Reino Unido, e no topo está a Eslovénia, país de gastronomia “empolgante” com restaurantes galardoados e “vinho do velho mundo”, “rios turquesa, lagos alimentados por glaciares e montanhas altas cobertas de neve”.

A lista fica completa com Emirados Árabes Unidos, El Hierro (Canárias), Kimberley (Austrália), Acra (Gana), Floresta Amazónica, Helsínquia (Finlândia) , República Dominicada, Sussex (Reino Unido), Berkshires (EUA), Vietname, Oaxaca (México), Shetland (Reino Unido), Costa Rica, Guiana, Charleston (Reino Unido), Pulau Merah (Indonésia), África do Sul e Chania (Grécia).