Comporta: As cegonhas, o mar e o areal infinito à espera do que aí virá

As construções não param e não conseguimos afastar a sensação de que este é um mundo em mudança rápida. Mas as praias continuam a estar entre as melhores e mais bonitas grandes extensões de areia do país. Distanciamento social garantido. Alguém disse “paraíso”?

grupo-espirito-santo,gastronomia,fugas,imobiliario,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Praia do Pego Miguel Manso
grupo-espirito-santo,gastronomia,fugas,imobiliario,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Praia do Pego, Carvalhal Miguel Manso
grupo-espirito-santo,gastronomia,fugas,imobiliario,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Comporta Miguel Manso
de praia
Fotogaleria
Comporta Miguel Manso
de praia
Fotogaleria
Miguel Manso
Fotogaleria
Miguel Manso
Fotogaleria
Miguel Manso
de praia
Fotogaleria
Miguel Manso
de praia
Fotogaleria
Miguel Manso
de praia
Fotogaleria
Miguel Manso
,Festa
Fotogaleria
Miguel Manso
Navio de pesca
Fotogaleria
Miguel Manso
Fotogaleria
Miguel Manso
grupo-espirito-santo,gastronomia,fugas,imobiliario,turismo,ambiente,
Fotogaleria
A paisagem junto à praia do Carvalhal Miguel Manso

Um cardume de peixes prateados ondula pelas águas que ali, mais junto à rebentação, são de um verde transparente. A passagem deles explica a agitação das gaivotas que voam por cima das nossas cabeças. O céu está limpo, a temperatura perfeita, a água desafia-nos, mas só no primeiro mergulho, depois torna-se apenas… perfeita. É preciso muita disciplina para não usar a palavra “paraíso” – e só o faremos fingindo que não o estamos a fazer.