Estreia de Bem Bom, o filme sobre as Doce, adiada devido à pandemia

Filme de Patrícia Sequeira vê chegada às salas adiada pela segunda vez. Estreia só acontecerá em 2021.

covid19,cultura,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Imagens do filme Bem Bom Santa Rita Filmes/Cinemundo
covid19,cultura,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Imagens do filme Bem Bom Santa Rita Filmes/Cinemundo

A estreia do filme sobre a girl band portuguesa Doce, Bem Bom, foi adiada devido aos constrangimentos à exibição cinematográfica causados pela covid-19, confirmou ao PÚBLICO fonte da Cinemundo, distribuidora do título. A estreia estava prevista para 26 de Novembro, escassos dias após a reavaliação pelo Governo das medidas de contenção da pandemia que já obrigaram a encerrar várias salas na passada semana.

Bem Bom, realizado por Patrícia Sequeira e produzido pela Santa Rita Filmes, estrear-se-á no próximo ano mas os responsáveis não se comprometem ainda com qualquer data. Este é o segundo adiamento da estreia do biopic sobre a banda que no início dos anos 1980 marcou a música pop portuguesa e os Festivais da Canção em que participaram as Doce. Chegou a estar previsto que o filme chegasse aos cinemas em Junho, logo após a reabertura das salas encerradas durante o confinamento da Primavera passada, mas foi reagendado para dia 26 deste mês. Agora, fica novamente em pousio até anúncio de nova data.

Após o fenómeno Variações, o filme português mais visto de 2019, a realizadora de Snu e Jogo de Damas lançou-se ao projecto Bem Bom, que tem como protagonistas Carolina Carvalho (que interpreta Helena Coelho), Bárbara Branco (Fátima Padinha), Lia Carvalho (Teresa Miguel) e Ana Marta Ferreira (Laura Diogo). Criadas por Tozé Brito e activas entre 1979 e 1986, as Doce estrearam-se em 1980 com o single Amanhã de manhã, primeiro entre os vários sucessos da carreira da banda. Vencedoras do Festival da Canção de 1982 com Bem bom, levaram o tema ao Festival da Eurovisão no Reino Unido.

O filme é ainda patrocinado pela Altice e terá depois transmissão, sob a forma de série de sete episódios, na RTP.

Há outros filmes portugueses a adiarem a sua chegada aos cinemas. Irregular, de Diogo Morgado, por exemplo, já esteve anunciado para várias datas, como 7 de Maio ou 29 de Outubro. A estreia do filme com distribuição da Big Picture Films está agora prevista para dia 7 de Janeiro do próximo ano.

Também a distribuidora Nos Audiovisuais adiou a estreia de alguns dos filmes portugueses programados para este ano para 2021: Amadeo, de Vicente Alves do Ó, O som que desce da terra, de Sérgio Graciano, e Sombra, de Bruno Gascon, noticiou a Agência Lusa.

Notícia actualizada com dados sobre filmes da Nos Audiovisuais

Sugerir correcção