Algarve sensibiliza autocaravanistas para não pernoitarem onde não devem

A pandemia tem levado ao crescimento do autocaravanismo e o Algarve lembra que há regras a cumprir e espaços oficiais. Nada de “permanência e pernoita” junto a praias, falésias, dunas ou pinhais: além de problemas de segurança e saúde pública, as infracções dão direito a multa.

autocaravanismo,fugas,algarve,turismo,ambiente,praias,
Foto
Adriano Miranda

A Região de Turismo do Algarve lançou uma nova campanha de sensibilização que tem por alvo os autocaravanistas que passam férias na região, com a pandemia a levar cada vez mais pessoas a optarem por esta modalidade. Embora muitos cumpram as regras, há também muitos casos e queixas de desrespeito por estadias e pernoitas ilegais ou mau uso do espaço público.

A pernoita em locais como estacionamentos de serviço às praias, falésias, dunas e pinhais coloca sérios problemas em matéria de higiene e de saúde pública, altera o delicado equilíbrio ambiental de locais classificados e constitui um risco de segurança desnecessário para os autocaravanistas”, salienta o presidente da RTA, João Fernandes, numa apresentação da iniciativa.

Sob o mote "Faz a melhor escolha”, informa o Turismo algarvio em comunicado, a campanha pretende orientar estes turistas para o uso da Rede de Acolhimento ao Autocaravanismo local, que inclui espaços adequados e que “​cumprem a legislação aplicável em vigor” para a modalidade.

São 35 espaços aderentes à rede, que, sublinha-se, “oferecem todas as condições de conforto e de segurança, providenciando água, electricidade, despojos, wi-fi, entre outros serviços”, incluindo-se parques de campismo e caravanismo, de campismo rural ou áreas de serviço para autocaravanas. A rede tem um site oficial aqui.

“O objectivo é desincentivar a permanência de autocaravanas em espaços informais, que não dispõem de infra-estruturas e serviços fundamentais”, refere-se, sublinhando-se que a “permanência e pernoita fora destes locais constitui uma infracção e está sujeita à actuação das autoridades fiscalizadoras”.

Salientando a “extraordinária procura internacional que o autocaravanismo vem gerando na região”, o presidente da RTA realça ainda que esta é uma “modalidade com procura crescente em toda a Europa, que a pandemia tornou ainda mais evidente.

A campanha será global, envolvendo desde cartazes em suportes de exterior (como em postos de abastecimento) a redes sociais e anúncios Google. 

Sugerir correcção