Ministra da Agricultura do Brasil: “Não precisamos de desmatar a Amazónia para fazer pecuária”

Tereza Cristina defende o trabalho do Governo brasileiro em termos ambientais e está convicta de que no próximo ano haverá “resultados melhores” no que respeita à desflorestação na Amazónia. De Lisboa, levou o apoio de Portugal ao acordo UE-Mercosul.

Foto
Tereza Cristina esteve em Lisboa onde se encontrou com a homóloga portuguesa Daniel Rocha

A ministra brasileira da Agricultura, Tereza Cristina, tem, muito provavelmente, uma das tarefas mais difíceis no Governo de Jair Bolsonaro. É ela que tem encabeçado os esforços do Brasil para tentar vencer a relutância europeia em dar andamento ao acordo entre a União Europeia e o Mercosul, que está em fase de ratificação. Em Portugal, a ministra encontrou um “apoio incondicional” que lhe dá optimismo. Cristina garante que o Brasil está empenhado em conter a desflorestação da Amazónia e tem “leis rígidas” para proteger o ambiente.