Entrevista

António Costa: “Não precisamos de organizar sessões [no Infarmed] para o combate político”

Primeiro-ministro reconhece que a questão do uso obrigatório das máscaras e da aplicação também lhe suscita “múltiplas questões”.

O primeiro-ministro resiste a retomar os encontros periódicos entre políticos e especialistas no Infarmed, para debater a evolução da pandemia, e confessa que tem dúvidas sobre a obrigatoriedade do uso de máscara na via pública e da instalação da app StayAway Covid. Mas defende que é hora de levar “uma discussão que tem estado presente na sociedade” à Assembleia da República – a proposta de lei será discutida e votada na sexta-feira, dia 23. Em entrevista ao PÚBLICO, cuja primeira parte foi publicada na edição desta quinta-feira, António Costa insiste: “É preciso dar este sinal inequívoco. A sociedade precisa de sentir que tem de se mobilizar outra vez para combater a pandemia.”