“O IVA é uma questão de sobrevivência” para os ginásios

José Carlos Reis, presidente da AGAP – Academias e Ginásios de Portugal, vê um benefício da pandemia, que foi alertar as pessoas para o exercício físico. Tudo o resto são más notícias, com o sector a prever uma redução para metade da facturação em 2020. Esta é a altura, defende, de baixar o IVA do sector para 13%.

Foto
LUSA/FILIP SINGER

Num barómetro apresentado em Março deste ano, 21% dos ginásios esperavam ter melhor desempenho em 2020 do que o registado em 2019, 70% um desempenho igual e 9% um exercício “pior”. A análise, da responsabilidade do Centro de Estudos Económicos e Institucionais da Universidade Autónoma de Lisboa, alertava – no mês que acabou por marcar o início da pandemia e do estado de emergência no país - que o questionário fora realizado “antes da actual crise internacional do covid-19”, pelo que os resultados não reflectiam “a expectativa de crise económica que lhe sucederá”.