Ensino presencial ou à distância? Crianças e jovens institucionalizados à espera de DGS

Provedoria de Justiça está a ouvir as partes, incluindo quem se queixou de orientação para isolar crianças e jovens retiradas às famílias e integradas em instituições, ainda que com teste negativo, não só no momento da admissão, mas sempre que precisam de se ausentar.

Foto
Teresa Pacheco Miranda

A duas semanas do início do ano escolar, a Direcção-Geral de Saúde (DGS) ainda não esclareceu se permitirá o regresso à escola de crianças e jovens em acolhimento residencial ou se lhes imporá o ensino à distância. Encarando como urgente a queixa contra o isolamento de crianças institucionalizadas com teste negativo de covid-19, a Provedoria de Justiça está a ouvir as partes.