Programa Casa Feliz da manhã da SIC supera audiências de Cristina

João Baião e Diana Chaves conseguiram passar a primeira prova de fogo da solução de recurso depois da saída abrupta de Cristina Ferreira e foram vistos por uma média de 520 mil pessoas durante as quase três horas de emissão. SIC foi o canal mais visto do dia.

Foto
Estúdio do Programa da Cristina, fotografado em Janeiro de 2019 Miguel Manso

A casa já tem outros inquilinos e na estreia do novo figurino conseguiu ultrapassar o primeiro objectivo: superar as audiências médias do Programa da Cristina nas outras três semanas de Julho e até deste ano. Casa Feliz, o programa apresentado esta segunda-feira por João Baião e Diana Chaves e reinventado num fim-de-semana para manter a programação da manhã da SIC depois da saída abrupta de Cristina Ferreira do canal na sexta-feira à tarde, teve uma média de 507 mil espectadores durante as três horas de emissão.

Casa Feliz arrancou às 10h com uma rábula da actriz Joana Pais de Brito a imitar Cristina Ferreira, vestida com um fato preto com flores douradas a lembrar o que esta usara na estreia do programa, em Janeiro do ano passado. Cristina Ferreira deixou a SIC na sexta-feira depois de ter apresentado o seu programa de manhã e sem se despedir dos espectadores ou da equipa. A rábula foi entendida como uma espécie de passagem de testemunho e explicação aos espectadores.

No início do programa havia 350 mil pessoas a ver a SIC, mas ao longo da emissão o número foi subindo e chegou a superar um milhão de espectadores, diz o canal da Impresa em comunicado.

De acordo com os dados da GfK analisados pela Marktest/MediaMonitor fornecidos ao PÚBLICO, no total do dia a SIC também foi o canal mais visto, com uma audiência média de 20,9%. Seguiu-se a TVI, com 15,8%, a RTP1 com 11,1%. A RTP2 registou 1,2%. Os canais do cabo tiveram, no seu conjunto, 35,7% e o grupo classificado como “outros”, que são as gravações e uso do televisor como plataforma de net ou de jogos, por exemplo, registou 13,6%.

O programa mais visto do dia foi a novela Nazaré, da SIC, que já vai na segunda temporada, vista por 1,391 milhões de pessoas, e o segundo foi a outra novela do mesmo canal, Terra Brava, emitida logo a seguir, com 1,192 milhões de espectadores.

Nas quase três horas de emissão conduzidas por João Baião e Diana Chaves durante a manhã, Casa Feliz teve um rating de 5,4%, ou seja, 507.200 espectadores, o que é superior à média de 4,9% do resto do mês de Julho do Programa da Cristina e à média do ano (5,1%). E registou um share de 23,9%, ou seja, praticamente 24 em cada cem pessoas que estavam a ver televisão durante a manhã acompanharam o programa da SIC.

Na concorrente directa, o programa Você na TV! apresentado por Manuel Luís Goucha, foi acompanhado por uma média de 416 mil espectadores ao longo da manhã (com um rating de 4,4% e um share de 19,9%).

Ainda que seja uma comparação desequilibrada entre os valores de um único programa e a média de várias semanas ou de sete meses, o facto de ao longo da emissão o programa ter registado um aumento contínuo de espectadores pode indiciar que há público que se mantém (pelo menos por enquanto) fiel às manhãs da SIC. Outra explicação pode ser a curiosidade do público em saber como é que a estação conseguiu remendar o problema de sexta para segunda-feira.

Para além da rábula da actriz, pela Casa Feliz passaram diversas caras de peso da apresentação da estação como Júlia Pinheiro, João Manzarra, Cláudia Vieira e Carolina Loureiro. Apesar de manter o cenário, das paredes desapareceram as grandes fotografias de Cristina Ferreira e no closet também já não estão as roupas e sapatos que a apresentadora por vezes mudava a meio do programa. Apesar do bom desempenho da estreia, serão as próximas semanas a dizer se a casa da SIC conseguirá ser mesmo feliz sem Cristina.