Entrevista

Álvaro Beleza: “Ser humilde é o mais difícil quando se tem o poder”

Álvaro Beleza quer que a Sedes seja “um exército de inteligência e sabedoria ao serviço do país” e vai disponibilizá-la para colaborar com o Governo na procura de soluções que façam “da crise uma oportunidade”.

servico-nacional-saude,tap,antonio-jose-seguro,psd,ps,governo,
Foto
Álvaro Beleza é o novo presidente da Sedes Rui Gaudêncio

Aos 62 anos, Álvaro Beleza, antigo dirigente do PS, com António José Seguro, foi eleito presidente da Sedes — Associação para o Desenvolvimento Económico e Social, na quarta-feira. É a primeira vez que a associação é liderada por um médico, facto que o próprio vê como uma “homenagem” ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) em tempo de pandemia, uma vez que é director do serviço de sangue do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Considera que a actual crise deve ser transformada numa “oportunidade” e pretende disponibilizar a Sedes para contribuir para a mudança. Elogia a gestão da pandemia pelo primeiro-ministro e afirma que “António Costa é um líder marcante”, que soube ter “a humildade de ouvir os outros”. Daí que Álvaro Beleza assuma: “Ser humilde é o mais difícil quando se tem o poder. Essa é uma qualidade que ele tem.”