Restaurante que burlava turistas leva a investigação que implica polícias

A PSP investigou durante um ano um “grupo criminoso e violento” suspeito de se dedicar a vários crimes, entre eles extorsão, coacção e tráfico de estupefacientes. Foram constituídos 14 arguidos, e quatro deles ficaram detidos. Há dois policias suspeitos de actuarem como “cobradores” do grupo.

Foto
Um dos policias foi detido e outro foi constituído arguido na manhã desta quarta-feira, no âmbito da operação Dupla Face. Francisco Romao Pereira

Um restaurante da Baixa de Lisboa que burlava turistas, o Made In Correeiros, esteve na origem de uma investigação da PSP no âmbito da qual foram constituídos arguidos dois polícias, por suspeitas de integrarem um gangue que se dedicava à extorsão e ao tráfico de droga. Os agentes da autoridade não teriam um papel de liderança no gangue, papel esse reservado, segundo os investigadores, ao filho do dono do restaurante e a um sócio deste último.